Muitas pessoas hoje "queixam-se" e criticam Deus pela Sua falta de atenção para connosco. Deus já chamou a nossa atenção na cruz...

Domingo, 28 de Fevereiro, 2010

Hoje há muitas pessoas a dizer "Eu sou cristão, mas não gosto de ir à igreja"... as razões para esta afirmação são as mais variadas.

Muitas das justificações dadas resultam de más experiências pessoais, quer com líderes das mais diversas correntes cristãs, quer com os próprios cristãos com que se cruzaram no percurso da vida. Outras com histórias do mesmo teor, com familiares e/ou amigos.

A igreja é ideia de Deus... sem dúvida. Se Jesus nos tornasse filhos de Deus para nos mantermos isolados, sozinhos, não faria sentido Ele ter deixado 11 apóstolos que iram ser a génese da igreja. Não fariam sentido as cartas de Paulo, Pedro, Tiago e João.

Jesus veio para derrubar a barreira individual do pecado, aproximando-nos do Pai... mas também veio para terminar com a barreira global entre Israel e os outros povos, tornando-nos numa só família de pessoas adoptadas pelo mesmo Pai e pelo mesmo valor - a morte de Cristo na cruz. É disso que fala Efésios 2.

Igreja precisa ser uma família. É por isso que nos chamamos irmãos. A ideia de família, como a ideia de corpo, bem representada em várias das epístolas paulinas, deve ser a base de tudo. Podemos não ter um site, não ter equipa de produção de vídeo, não ter grupo de louvor com músicos profissionais, não ter eventos... mas se vivemos em família, temos o principal.

Quando a nossa vida como comunidade se baseia em "extras" e esses "extras" terminam, e não temos a base familiar, o sentido de igreja perde-se. Podemos ficar com a sensação de estar "órfãos", num certo sentido. Mas quando todos os "extras" passam e, no entanto, temos uma relação de família, fica o que realmente interessa.

Eventos, qualidade, estrutura, planos... tudo é importante, mas se o alvo não é o crescimento qualitativo e quantitativo desta família, perdemos o foco. A igreja são pessoas, não são projectos. A igreja são pessoas imperfeitas, que o reconhecem, mas que estão em busca de uma transformação, dia após dia. É no sentido de fazer essas pessoas crescer em Deus e trazer novas pessoas ao conhecimento da verdade libertadora do Evangelho que precisamos agir... sendo família.
 

 

PS: A falta de tempo é mais que muita, por isso fui buscar um texto da Ana Ramalho uma mulher de Deus e uma excelente escritora.

publicado por Amadeu M. às 21:01

Olá Amadeu. Gostei imenso do post, precisamos pedir ajuda ao Espírito Santo de Deus para permanecermos congregados e unidos ao corpo de Cristo..

19 E qual a sobreexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder,
20 Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus.
21 Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro;
22 E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja,
23 Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.
(Efésio1:19 a 23)

Agradeço imenso por vc ter me add.
A paz do Senhor Jesus Cristo.
Enigma. a 1 de Março de 2010 às 00:36

Se existe pré-destinação não sei, a única coisa que sei é que eu não sei se sou mais crente apesar de conhecer bem as escrituras que dizem que nos últimos tempos muitos se apostatarão da fé... e sei principalmente que estou disposto a pagar o preço que for para não ter que frequentar uma igreja (nada contra quem quer estar em uma igreja)... mas pago o preço que for para eu não fazer parte e não me importa a vida ou a morte, só me importa não ter que ir a igreja. E mais.. digo que tenho plena convicção de que Jeová não é Deus, plena convicção de apostar tudo nisso e não temer em nada estar errado.

Antigamente quando eu era novo na fé, tinha uma outra visão de igreja e de crente...

Hoje eu me envergonho de pensarem que sou crente, eu faço questão de mostrar que não sou, apesar de não saber se ainda sou ou não.

Porque minha visão mudou?

Eu reconheço que a fé e a igreja foi útil para minha vida em uma época, tanto que fui salvo da morte porque alguém me falou de Jesus.

Mas hoje minha visão é de que por querer fazer o bem eu não ajudo a igreja, a minha visão é a de que ser crente é pior que ser descrente no sentido de honestidade e bondade,
WIL a 13 de Outubro de 2015 às 09:12

Eu creio em Jesus Cristo, o filho de Deus.
WIL a 13 de Outubro de 2015 às 13:52


mais sobre mim
Fevereiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27



últ. comentários
Eu creio em Jesus Cristo, o filho de Deus.
Se existe pré-destinação não sei, a única coisa qu...
Olá Amadeu. Gostei imenso do post, precisamos pedi...
Gostei imenso.Um abraço
Olá AmadeuHaja paciência para lidar com esta gente...
Já contava com esta saída... Mas não me revejo nos...
Exacto.Se fosse inteligente não teria lá ido e mui...
NÃO PEDI PARA IR AOS MEUS BLOGS, FOI PORQUE ES UM ...
Olha aqui meu camarada:Respondi-te a esta treta es...
arquivos
pesquisar
 

blogs SAPO


Universidade de Aveiro